janeiro 20, 2007

regras básicas para não se ser assaltado(a)

Hoje venho partilhar com vocês as minhas noções básicas de sobrevivência na selva urbana. Não que eu seja uma vítima regular dos muitos meliantes que por aí se exercitam, mas já vou aprendendo algumas coisas.
Regra número 1: se não queres correr o risco de ser assaltado(a) e te levarem coisas que, todas juntas, rondem o valor de 50000 euros...então não andes com coisas desse valor. Lógico?
Se em vez de andares com um telemóvel de última geração, um iPOd sofisticadíssimo de 800 Gigas, um portátil xpto, uns ténis iguais aos do 50cent naquele último video clip, uns diamantes nas orelhas, uns boxers bordados a ouro e mais um par de botas (de pele de crocodilo da Amazónia), tivesses um Sendô, que faz e recebe chamadas, envia e recebe mensagens, como qualquer outro telemóvel, tendo até a vantagem de ser forte que nem um toiro (o meu já caiu ao chão as vezes suficientes para eu o considerar um verdadeio milagre) e de não ouvires em mais lado nenhum o seu som característico da chegada das mensagens (porque mais ninguém o tem), ou seja, fazeres um verdadeiro brilharete, ninguém te dava uma facada por ele, isso te garanto; Se em vez de teres esse iPod que mais parece um micro-ondas, que canta, dança e até assobia, fosses mais comedido(a) no teu acto de consumo e adquirisses qualquer coisa mais leve, de certo que a tua vida ia continuar a ser emocionante, mesmo não correndo tanto o risco de teres uma naifa apontada à carótida, mais dia, menos dia; Quanto aos diamantes, entende uma coisa, o berloque também brilha, tanto ou mais se lhe puxares bem o lustro; e em relação aos ténis do 50cent...pa, espera primeiro por um videoClip em que ele apareça descalço, assim já os podes usar à vontade; e com as botas de pele de crocodilo estás a cometer um triplo acto de terrorismo contra ti mesmo porque SÃO FEIAS e vão vir atrás de ti não só os larápios como os defensores da vida animal...e olha que não sei o que é pior...são capazes de te decapitar na praça pública em prole dum crocodilo.
Depois há que saber ter o comportamento adequado. Se vais no comboio ou no metro e vês que aquele jagunço que acabou de entrar está a pensar sentar-se ao pé de ti, comporta-te como ele, ou pior. Uma das tácticas possíveis é começares a assoar-te para a própria mão e a tossir que nem um tuberculoso(a), certificando-te que o vidro fica todo gatafonhado; estica-te, põe os pés em cima do banco, ressona. Fundamentalmente, ocupa espaço (e deixa estar o iPod onde está, sff).
Se vais a passar numa rua escura, onde por acaso até tens o teu carro estacionado, e vês que ao pé dele está um bando de homens mal encarados (até porque homens no escuro são sempre mal-encarados, sejam eles meninos da Católica, um grupo de inertes ou um clube de idosos, vão parecer-se sempre com uma claque do Benfica), começa a falar sozinho(a). Diz coisas sem sentido, grita, diz palavrões, diz coisas como "fossga-se, c*ral**, q'esta m*rda, pa? O meu carro tem mel, ou que? Daxxx! Não me bastam os protões serem negativos e ainda não terem descoberto a Atlântida, meuu? cof cof cof", enquanto dás um pontapé numa lata ou, quiçá, no próprio carro (aí eles não duvidam que és maluco(a) e afastam-se).
Se alguém vier mesmo meter conversa contigo e começa a perguntar-te pelo telemóvel ou o que estás a fazer naquela rua àquelas horas, entra na conversa, imita-lhe os gestos e os trejeitos. Se o gajo(a) se rir muito, ri-te também, se se sentar ao pé de ti, não te afastes, mas aproxima-te e põe-te na mesma posição. Tenta usar os mesmos vocábulos, se ele(a) disser muitas vezes 'tipo' entre as palarvas, não tens remédio senão acompanhar; se abusar das asneiras, aproveita para dizer tudo aquilo que a tua mãe nunca deixou, etc. Entra na onda dele(a). Vais ver que fazes um amigo(a).

Meliante: "Então, chavala, qué que 'tás tipo aqui a fazer tipo?
Chavala borrada de medo: "Pa, tipo, 'tava só tipo, aqui a descansar uma beca, tipo" (com um largo sorriso como se estivesses a dar indicações a um turista)
Meliante: "Mostra lá aí o que tens tipo dentro da mala, bota as cenas todas tipo cá p'ra fora, p'ra ver se tens cenas nices."
Chavala: "Epa, tipo, tens umas calças bué nices, onde é que comprastes?"
Meliante: "epa, também curto das tuas, mas mostra-me lá o teu telemóvel"
Chavala: "O meu telemóvel, pffffff, tipo não 'tás bem a ver a cena, não vais curtir nada, tipo, é um calhau. A minha mãe não me quer dar aquele igual à da Paris Hilton, 'tás a ver, tipo, odeio-a. Porque senão até to mostrava, és buéda simpática"
Meliante: "pa, estas calças comprei-as na "Soraya's Fashion". Pusi-as hoje pela 1ª vez, 'tás a ver. Curtes de me ver com elas, chavala?"
Chavala: "Epa, se curto? Estas que trago pusi-as hoje também pela 1ª vez e tipo, não curto nada, curto das tuas..."
Meliante: "Olha, chavala, curti do teu som, tens um sorriso bueda nice, és bueda fofa, fica bem. Tenho mesmo de bazar."
Isto é obviamente recambulesco...mas eu falo por experiência própria.
Depois há umas quantas medidas práticas como andar com uma chave entre os dedos, os punhos fechados, e ter um bom pé de corrida...mas lembra-te que não consegues correr muito rápido se tiveres 300 kg de tecnologia contigo. Fica bem. Yo.

Ana Luelmo

5 Comments:

At 9:09 da tarde, Anonymous Gonçalo Correia said...

minha artista!!! so me faltava mesmo esta regra basica para andar na rua!! e confesso que é a 1ª vez que fico a ler um texto teste tamanho!! e ADOREI!! agora sei qe posso andar em~qualquer metrople sem medo!! e com a confiança do tipo ;) beijo

 
At 12:13 da manhã, Blogger rojone said...

tipo.. com texto destes tipo.. vale a pena tipo.. vir ao blog tipo.. para comentar. tipo.. passa pelo kinxaça;)

 
At 2:44 da tarde, Anonymous grilo, tipo insect, tipo herbívoro, tipo.... said...

Também adorei...tipo adorei mesmo, tipo qué que eu tou prá qui a dizer tipo.........Viva o humor e que seja inteligente e nos faça passar uns bons momentos de descontração.

Beijos

 
At 3:23 da tarde, Anonymous Stressada said...

Yah, olha minha, ondé que arranjastes esse "post"?
Curto bués do teu blogue minha, é mêmo bazof... deixa lá ver a cena!

 
At 7:56 da tarde, Anonymous Verol said...

Oii, táss bem chavala?
Ouve curti bué deste conjunto de palavras, foi uma beca dificil de ler dado o mau pouco vocabulário, mas tipo, 'tá bacano.
Continua assim,
Peace!

(Gostei imenso, tens muito jeito para este tipo de textos cómicos :P)

 

Enviar um comentário

<< Home